Taba Benedicto/Estadão
Taba Benedicto/Estadão

Procon-SP notifica Mercado Pago por instabilidade no sistema durante a Black Friday

Consumidores não conseguiram aproveitar ofertas redes de fast food com pagamento pelo aplicativo

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2019 | 10h27

O Procon-SP notificou a plataforma de pagamentos Mercado Pago por instabilidade no sistema durante a Black Friday, que aconteceu na última sexta-feira, 29 de novembro. De acordo com a nota divulgada pelo órgão nesta quarta-feira, 4, o Mercado Pago deverá esclarecer, em até dez dias, o que aconteceu na data. O problema prejudicou consumidores, que não conseguiram aproveitar promoções exclusivas das redes de fast food McDonald's e Burger King.

"Foi solicitado que a empresa apresente o regulamento e informe as datas e itens que faziam parte da promoção; apresente a publicidade divulgada e a comprovação das vendas efetivadas no período dos produtos anunciados na promoção", diz o Procon-SP. "A Mercado Pago deverá ainda esclarecer quais as providências adotadas para resolver o problema."

Os clientes que tentaram utilizar a plataforma na Black Friday não conseguiu finalizar as compras dos lanches - a promoção só era válida se o pagamento fosse efetuado pelo aplicativo da empresa.

A instabilidade no sistema fez com que as redes se tornassem as campeãs de reclamações durante a Black Friday. No Procon-SP, Burger King e McDonald's responderam, juntas, por 150 dos 653 chamados abertos na fundação vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo. As duas empresas também foram notificadas pelo órgão.

No Reclame AQUI, as redes também lideraram as 8.830 reclamações feitas na plataforma durante a data: foram 545 contra o Burger King e 491 contra o McDonald's. O Mercado Pago foi a quinta empresa mais citada, com 242 registros.

Em nota enviada ao Estado, o Mercado Pago confirma que recebeu o auto de notificação do Procon-SP e vai prestar os esclarecimentos pedidos dentro do prazo, mas nega que a plataforma tenha ficado inoperante. "Embora a instabilidade tenha sido agravada por uma alta demanda pelas ofertas da Black Friday, a empresa esclarece que seu aplicativo não ficou inoperante em momento algum", diz. 

"O Mercado Pago honrou as promoções comunicadas para a Black Friday até o fim do dia, 29, em uma decisão tomada em conjunto com as redes parceiras", continua a nota. A empresa afirma que as transações promocionais continuaram acontecendo durante o fim de semana seguinte à Black Friday. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.