Procon-SP orienta compra do Dia das Mães

Para evitar problemas na compra dos presente de Dia das Mães, o Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, alerta o consumidor para os principais problemas que podem ser encontrados nesta época do ano e dá dicas para fazer uma boa compra. Segundo o Procon-SP, a oferta e publicidade enganosa, informações irregulares sobre preço e taxas de juros cobrados nos pagamentos parcelados e cobrança de preço maior para pagamento com cartão de crédito em relação ao preço à vista são os procedimentos mais freqüentemente adotados pelo comércio que ferem o Código de Defesa do Consumidor (CDC).Alimentos e cosméticosAlém de estar atento às praticas irregulares do comércio, o consumidor deve ter atenção em alguns detalhes. Na compra de alimentos e cosméticos (inclusive importados), por exemplo, os rótulos devem trazer prazo de validade, composição, volume/quantidade, dados sobre o fabricante/importador, registro no órgão competente e informação sobre as características do produto.Os alimentos devem estar em condições adequadas de armazenamento, afastados de fontes de luz e calor e de produtos de higiene ou limpeza. Cestas de café da manhã pedem atenção ao número de itens, quantidade e qualidade e marca dos produtos. Se houver inclusão de produtos não alimentícios, como revistas, CDs, livros, jornais, flores ou enfeites, estes devem ser embalados separadamente. O consumidor deve certificar-se também, através de publicidade, folhetos ou pré-contrato, que o fornecedor possa atender ao prazo de entrega desejado. RoupasSe o presente escolhido for uma peça de roupa, é importante verificar com a loja a possibilidade de troca. Embora essa prática não seja obrigatória, muitos fornecedores a fazem para garantir a fidelidade do cliente. Caso seja possível fazer a troca, é recomendável que o consumidor solicite um comprovante ou uma menção na nota fiscal sobre os prazos e condições. O Procon-SP lembra ainda, que a solução de problemas em produtos com defeito, duráveis ou não duráveis, é garantida pelo CDC. Eletroeletrônicos, eletrodomésticos e celularesCom eletroeletrônicos e eletrodomésticos, o consumidor deve atentar para a rede de assistência técnica autorizada, principalmente se o produto for importado. O termo de garantia e o manual de instruções devem ser obrigatoriamente entregues junto com o produto. A Lei Estadual 8.124/92 também determina que os fornecedores mantenham uma amostra sem lacre de produtos como CDs, fitas de vídeo ou cassete e publicações entre outros, para análise prévia do consumidor.O Procon-SP ressalta que aparelhos celulares merecem atenção diferenciada. É recomendável que o consumidor analise as vantagens de cada aparelho e de cada sistema (pré-pago e pós-pago), pois as diferenças são grandes. No caso dos pré-pagos atente para a forma de pagamento do recarregamento dos créditos e se existem bônus de créditos embutidos no preço de venda. Entrega e compra fora da lojaNo caso de entregas em domicílio de compras feitas pessoalmente no estabelecimento comercial, o órgão de defesa do consumidor, orienta o consumidor a assinar o documento de recebimento somente após examinar o estado geral da mercadoria. Qualquer irregularidade que impossibilite a aceitação do produto deve ser descrita no recibo, como justificativa para o não recebimento.Já nas compras feitas fora do estabelecimento comercial, por telefone, domicílio, telemarketing, catálogos ou Internet, o consumidor deve exigir o comprovante do prazo de entrega combinado. Na Internet, por exemplo, pode-se imprimir a página do site como forma de garantir a oferta e confirmar o pedido por fax, e-mail ou telegrama. Nota fiscal é fundamental para resolver problemas O Procon-SP orienta o consumidor a nunca deixar de pedir a nota fiscal, pois é um documento imprescindível no caso de problemas posteriores a compra. No caso de dúvidas ou reclamações, deve-se procurar o Procon-SP no Poupatempo Sé (Praça do Carmo, s/no. - Centro), Poupatempo Itaquera (Av. do Contorno, 60 - ao lado da Estação Corinthians-Itaquera do Metrô) ou o Poupatempo Santo Amaro (Rua Amador Bueno, 176/258 - Santo Amaro). O consumidor pode obter informações sobre quantidade de reclamações de alguma empresa utilizando o telefone 3824-0446 ou consultar a página do Procon-SP na Internet (veja link abaixo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.