Procon-SP: ovo de Páscoa está 7,3% mais caro este ano

O ovo de chocolate está 7,3% mais caro este ano do que na Páscoa do ano passado. Na comparação entre março de 2008 e de 2007 (meses em que ocorreram a festa religiosa), também houve acréscimo de 2,71% no preço dos bolos de Páscoa e de 8,44% nas caixas de bombons, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), registrou inflação de 4,08% no mesmo período. Foi o que constatou a pesquisa de preço de produtos de Páscoa do Procon, feita em dez pontos comerciais nas cinco regiões da cidade de São Paulo, entre 22 e 26 de fevereiro.De acordo com a pesquisa, o preço do ovo de chocolate varia até 71,15% em diferentes estabelecimentos. Entre bolos de Páscoa, o preço apresentou variação de 63,39%, seguidos pelas caixas de bombons, com 58,26%. O ponto comercial com a maior quantidade de produtos com menores preços está localizado na região Leste da capital paulista.Entre os ovos de Páscoa, a maior diferença foi constatada no preço do Ovo Classic no Balde, com 240 gramas, da Nestlé. Os preços dos produtos variavam de R$ 15,77 a R$ 26,99, o que representa uma diferença no valor absoluto de R$ 11,22, ou uma variação de 71,15%. A caixa com dez bombons Sonho de Valsa Trufa Coração, com 236 gramas, da Lacta, tem variação de preço entre R$ 7,45 e R$ 11,79, correspondendo a uma diferença de R$ 4,34 ou 58,26%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.