Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Procura das empresas por crédito tem alta de 5,2%, diz Serasa

Mesmo positivo, resultado não foi suficiente para diminuir queda em comparação ao período anterior à recessão

Gustavo Uribe, da Agência Estado,

13 de maio de 2009 | 16h35

A demanda de empresas por crédito no País teve significativo aumento no mês de abril, mas ainda está longe dos patamares registrados no início do ano passado, período anterior à crise financeira mundial, apontou nesta quarta-feira, 13, indicador da Serasa Experian que calcula pedidos de financiamento por meio de consulta aos CNPJs de 1,2 milhão de empresas. A procura por crédito no mês passado teve alta de 5,2% em relação a março deste ano. Ainda que positivo, o resultado não foi suficiente para diminuir a queda da demanda em comparação ao período anterior à recessão internacional, quando o recuo foi de 13% em comparação a abril de 2008. No acumulado dos primeiros quatro meses de 2009, a baixa chegou a 8,4% ante o primeiro quadrimestre de 2008.

 

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise

 

Entre as regiões do País consultadas pela Serasa, a Norte apresentou maior crescimento na demanda das empresas em abril deste ano, com alta de 18,5% ante o mês anterior. O resultado positivo foi seguido pela região Sudeste, que apresentou alta de 7,1%. De acordo com a análise de economistas da empresa, a região Norte alcançou no mês passado a mesma procura por crédito registrada no mesmo período do ano passado, recuperando-se da crise de falta de crédito enfrentada pelo País durante a recessão.

 

Ainda segundo eles, a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para motocicletas e para os produtos eletrodomésticos estão entre os fatores que explicam a elevação da demanda por crédito das empresas, uma vez que a presença da atividade industrial tanto no Norte como no Sudeste é marcante.

 

Na análise por setor, a Indústria foi o responsável por puxar a elevação da demanda por crédito em abril, registrando aumento de 7,8% em relação ao mês anterior. Outro setor que apresentou destaque no indicador foi o Comércio, que avançou 5,6% no mesmo período de análise, seguido por Serviços, que cresceu 3,9%.

 

Já na análise por porte da empresa os micro e pequenos negócios tiveram boa recuperação em abril em relação ao mês anterior, com elevação de 5,6% na demanda por crédito. O bom resultado, contudo, não foi suficiente para tirar a liderança do segmento na queda da procura por financiamento no primeiro quadrimestre de 2009, de 8,7% ante o mesmo período de 2008. O recuo foi seguido pelas médias e grandes empresas, que tiveram queda de 4,4% e 1,2%, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
créditoSerasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.