Procuradoria lança pagamento online

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) lançou agora o sistema de pagamento online de débitos inscritos em Dívida Ativa da União (Sispagon). Por meio deste sistema, as pessoas que estiverem inscritas em dívida ativa da União poderão efetuar o pagamento do crédito tributário por meio da Internet, fazendo a transferência de recursos de sua conta bancária para o Tesouro Nacional. O coordenador-geral da Dívida Ativa da União na PGFN, Aldemario Araujo Castro disse que o sistema faz parte do chamado "ciclo de atendimento ao contribuinte na Internet", que oferecerá ainda outros serviços como a possibilidade de receber, via correio eletrônico (e-mail), informações sobre pagamentos, parcelamentos e baixa e registro no cadastro informativo de créditos não quitados do setor público federal (Cadin). Além disso, o contribuinte também poderá parcelar seus débitos pela Internet.Segundo o Procurador-Geral da Fazenda Nacional, Almir Martins Bastos, haverá, "em termos globais", uma grande economia nos custos com este tipo de operação. Atualmente, o governo paga R$ 1,39 aos bancos por cada Documento de Arrecadação (DARF) recolhido pelas instituições financeiras. Só no ano passado, o governo gastou R$ 125 milhões com este pagamento. Os contribuintes interessados em acessar o Sispagon poderão fazê-lo por meio do endereço eletrônico da Procuradoria (veja o link abaixo). O custo da operação será de R$ 1,19, debitado na conta bancária do contribuinte juntamente com o pagamento do crédito tributário. Por enquanto, apenas o Banco do Brasil está habilitado a operar no sistema..

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.