Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Procuram-se empregados na área de TI

Enquanto muitos brasileiros cruzam os dedos para não sentir os efeitos negativos da crise na carteira de trabalho, Emerson Vignola Garcia comemora. No início do mês trocou o emprego numa empresa de jogos on line por um cargo de gerente na Alog, especializada em suporte tecnológico. "Mandei meu currículo para o RH, fiz entrevistas e fui contratado. Apesar das notícias ruins na economia, tinha a convicção de que conseguiria a vaga", comemora.Apesar da facilidade em trocar de emprego, Garcia sabe que o momento econômico exige mais dedicação. "Não podemos perder cliente e temos de fazer o possível para aumentar o que temos hoje", diz. Sidney Breyer, presidente da Alog, tem uma carteira de 970 clientes e está com dificuldade de encontrar profissionais para preencher 40 vagas com o perfil do recém-contratado. "Agora as empresas precisam reduzir custos e optam por terceirizar a área de tecnologia. Aí surgem as oportunidades", comenta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.