Jenne Roriz|Estadão
Jenne Roriz|Estadão

Valor da produção agrícola brasileira cresceu 20% no ano passado

Mesmo com queda na produção da soja e do milho, preços mais altos garantiram um valor total de R$ 317,5 bilhões para a safra agrícola em 2016

Daniela Amorim, Broadcast

21 Setembro 2017 | 10h00

RIO - O valor da produção agrícola brasileira no ano passado registrou um crescimento de 20% em relação a 2015, totalizando R$ 317,5 bilhões, segundo os dados da  pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) 2016, divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Houve queda na produção de soja e de milho, de 1,2% e 24,8%, respectivamente. Mas, diante da menor oferta, os preços de mercado aumentaram em 16,1% para a soja (o equivalente a R$ 14,5 bilhões a mais no valor de produção em relação a 2015) e em 26,5% para o milho (R$ 7,9 bilhões a mais). A cana-de-açúcar e o café arábica também tiveram aumento no valor de produção: alta de 18,3% na cana (mais R$ 8,0 bilhões) e elevação de 43,5% para o café arábica (mais R$ 5,6 bilhões).

As safras de soja, milho e cana-de-açúcar foram responsáveis por 61,2% do valor de produção nacional. A tonelada de soja foi comercializada a R$ 1.089,30, em média, e o valor de produção alcançou R$ 104,9 bilhões. A cana-de-açúcar foi comercializada, em média, a R$ 67,13 por tonelada, com valor da produção total de R$ 51,6 bilhões. O milho teve preço médio de R$ 587,58 por tonelada, o que totalizou um valor de produção de R$ 37,7 bilhões.

+ ESPECIAL: No campo, a revolução das startups

De acordo com os resultados da pesquisa, a área total cultivada com os 63 produtos investigados atingiu 77,2 milhões de hectares em 2016, 0,5% a mais que no ano anterior. A área colhida, porém, encolheu 0,7%, sob impacto do fenômeno meteorológico El Niño, que provocou falta de chuvas em várias regiões produtoras. Segundo o IBGE, cerca de 1,9 milhão de hectares não foram colhidos, com prejuízos, sobretudo, às culturas do milho e do feijão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.