Produção da indústria de bens de capital registra queda

A indústria de bens de capital registrou queda de 4,1% na produção em janeiro ante outubro, segundo dados divulgados hoje pelo IBGE. A queda ocorreu apesar de um crescimento de 4,3% na produção da indústria em geral no período. Outubro é considerado o "último ponto de queda" da atividade industrial e por isso foi definido como base de comparação. O chefe do Departamento de Indústria do IBGE, Silvio Sales, lembrou que o crescimento acumulado dos bens de capital em 2001 chegou a 12,8%, impulsionado especialmente pelo bom desempenho do primeiro semestre, e ressaltou que, "em algum momento, o nível de investimento nesse segmento tinha de desacelerar". O argumento é que esse segmento reflete as decisões de investimento dos demais segmentos industriais. Portanto, se há crescimento consecutivo de bens de capital com retração da indústria em geral, significa que ocorre aumento de capacidade sem utilização proporcional. Assim, segundo Sales, a desaceleração nesse segmento reflete o movimento similar da indústria no ano passado. Mas ele acredita que, caso a tendência de recuperação industrial seja ascendente, "em algum momento haverá nova reação" dos bens de capital. Em janeiro, o segmento cresceu 1,1% ante dezembro, quando havia registrado queda de 2% ante novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.