Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Produção da Petrobrás vai crescer 7,5% em 2014, diz Graça

Presidente da estatal ainda afirmou que a taxa de câmbio atual melhorou a convergência dos preços de combustíveis ao nível internacional

Ricardo Brito e Nivaldo Souza, da Agência Estado,

15 de abril de 2014 | 15h53

BRASÍLIA - A presidente da Petrobrás, Maria das Graças Foster, afirmou nesta terça-feira, 15, que a produção da estatal vai crescer 7,5% em 2014. Em audiência pública a duas comissões do Senado, ela reafirmou que o aumento no preço dos combustíveis é uma prerrogativa da Petrobrás.

Graça rebateu a informação de que não tem ocorrido nos últimos anos aumento no preço dos combustíveis. Segundo ela, recentemente foram 10 aumentos. Ela ressalvou que uma "dificuldade adicional" na política de preços da estatal enfrentada no ano passado se deu após uma desvalorização do real. "Hoje a taxa de cambio não está tão perversa frente ao real e nós melhoramos a convergência (dos preços)", destacou.

A presidente da Petrobrás disse que a estatal tem por vocação fornecer o mercado interno de combustível. "Entendemos que não podemos destruir a nossa demanda por causa da volatilidade dos preços", afirmou.

Graça disse que é preciso, sim, recuperar os indicadores financeiros da estatal, por exemplo de trazer a alavancagem - relação entre dívida e patrimônio -  para a proporção de 2,5 vezes. Segundo ela, o plano de recuperação tem 24 meses e a Petrobrás tem feito a sua parte nos quatro meses desde que ele foi lançado.

"A nossa dívida diminui porque a produção de petróleo aumenta", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
graca fosterpetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.