Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Produção de aço bruto sobe 1,4% em agosto, diz IABr

A produção de aço bruto no Brasil somou 3 milhões de toneladas em agosto, um aumento de 1,4% ante o mesmo mês de 2010, anunciou hoje o Instituto Aço Brasil (IABr). No ano, a produção acumulada de aço bruto alcançou 23,9 milhões de toneladas ante igual período de 2010, avanço de 7,8%. Em agosto, a produção de laminados fechou em 2,1 milhões de toneladas, alta de 3,5% em relação a agosto de 2010. A produção acumulada nos oito primeiros meses do ano foi de 17 milhões de toneladas de laminados, queda de 3,1% ante o mesmo período de 2010.

GLAUBER GONÇALVES, Agencia Estado

21 de setembro de 2011 | 18h23

As vendas internas totalizaram 1,8 milhão de toneladas de produtos siderúrgicos em agosto, aumento de 4% em relação a agosto de 2010. As vendas acumuladas em 2011, de 14,5 milhões de toneladas, mostraram crescimento de 0,6% com relação ao mesmo período do ano anterior.

As exportações de produtos siderúrgicos em agosto de 2011 atingiram 1,042 milhão de toneladas, no valor US$ 833 milhões. No ano, as exportações atingiram 7,6 milhões de toneladas e US$ 5,8 bilhões, representando aumento de 40,4% em volume e de 73,8% em valor na comparação com os oito primeiros meses de 2010.

Já as importações registraram recuo em agosto. No mês, o volume registrado foi de 367 mil toneladas (US$ 450 milhões), totalizando 2,5 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos importados no ano, 34,8% abaixo do mesmo período do ano anterior.

Em agosto, o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 2,1 milhões de toneladas, somando 16,9 milhões de toneladas em 2011. Esses valores representaram recuos de 6,3% e 5,9%, respectivamente, em relação a igual período do ano anterior.

Tudo o que sabemos sobre:
açoproduçãoagosto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.