Produção de aço da China atinge o menor nível do ano

Já a produção de petróleo registrou a maior alta anual em cinco anos 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

21 de outubro de 2010 | 08h43

A produção de aço bruto da China caiu pelo quarto mês seguido em setembro, atingindo o nível mais baixo deste ano. No mesmo mês, a produção chinesa de cobre subiu, enquanto a produção de zinco atingiu um recorde de alta e a de alumínio diminuiu pelo quarto mês seguido.

Segundo o Escritório Nacional de Estatísticas, a produção de aço caiu 7,7% em setembro, em relação a agosto, para 47,95 milhões de toneladas. A produção diária média, indicador um pouco mais preciso das tendências de produção, recuou para 1,598 milhão de toneladas em setembro, em comparação com 1,67 milhão de toneladas em agosto.

A produção de cobre cresceu 3,3% em relação a setembro do ano passado e 2% em relação a agosto, para 405 mil toneladas. Nos nove primeiros meses do ano, a produção atingiu 3,52 milhões de toneladas, uma alta de 14% ante o mesmo período de 2009. A produção de minério de ferro na China cresceu 9,4% em setembro ante setembro de 2009.

A produção de zinco avançou 24% em termos anuais e 17% em termos mensais, para 505 mil toneladas. A alta no período de janeiro a setembro foi de 24% em relação ao mesmo período do ano passado, para 3,83 milhões de toneladas. A produção de alumínio declinou 0,8% na comparação anual e 8,4% na comparação mensal, para 1,17 milhão de toneladas, e aumentou 33% entre janeiro e setembro, para 12 milhões de toneladas.

Petróleo

A produção de petróleo bruto na China subiu 9% em setembro, em relação a setembro de 2009, a maior taxa de crescimento anual dos últimos cinco anos. A produção atingiu 17,19 milhões de toneladas, ou 4,2 milhões de barris por dia, de acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas.

No período de janeiro a setembro, a produção de petróleo bruto subiu para 150,3 milhões de toneladas, um aumento recorde de 5,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

A China produziu 7,37 bilhões de metros cúbicos de gás natural em setembro, uma alta anual de 8,9%. Nos nove primeiros meses do ano, a produção de gás natural subiu 12,2% ante o mesmo período de 2009, para 69,86 bilhões de metros cúbicos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
chinapetróleoaçoprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.