Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Produção de aço do Brasil cresce 5% em julho

O Brasil produziu 2,869 milhões de toneladas de aço bruto no mês passado, com acréscimo de 5,3% na comparação com julho de 2006, quando foram contabilizadas 2,724 milhões de toneladas. O desempenho também é superior ao de junho, quando as siderúrgicas brasileiras produziram 2,733 milhões de toneladas de aço (+5%). Na Argentina, a produção registrou queda de 26% ante julho do ano passado, passando de 482 mil toneladas para 356 mil toneladas. Frente a junho, o desempenho negativo foi de 20%. Os dados são do Instituto Internacional de Ferro e Aço (IISI, na sigla em inglês), que acompanha a produção siderúrgica em 62 países.No total, a produção de aço na América do Sul caiu 0,7% em julho no comparativo anual, para 3,973 milhões de toneladas. Em relação a junho, porém, o resultado representa acréscimo de 1,2%. As informações são do site do instituto.MundoA produção mundial de aço bruto somou 109,9 milhões de toneladas em julho, indicando crescimento de 5,3% na comparação com igual período do ano passado. Em relação a junho, porém, a produção global apresentou queda de 1%.Entre os membros da União Européia, a Alemanha produziu 4 milhões de toneladas em julho, registrando leve recuo de 0,1% frente ao mesmo intervalo de 2006, enquanto o Reino Unido somou 1,2 milhão de toneladas, com avanço moderado de 0,3%.No período, a produção da China evoluiu 14,5%, indicando maior índice de crescimento entre os países acompanhados pelo instituto, para 41,3 milhões de toneladas. O desempenho, no entanto, foi 1,9% inferior ao de junho, quando os chineses produziram 42,121 milhões de toneladas. O As informações são do site da instituição.

FABIANA HOLTZ, Agencia Estado

21 de agosto de 2007 | 11h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.