Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Produção de álcool cresce 6,15% no começo da safra

Crescimento da frota de veículos flex e preços favoráveis do etanol elevam demanda do mercado interno

Gustavo Porto, da Agência Estado,

16 de junho de 2008 | 16h11

A produção de álcool cresceu 6,15% até 1º de junho na safra 2008/2009 no Centro-Sul do Brasil, e 61,61% da cana processada pelas usinas da região foram transformados em combustível. De acordo com a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), até o início deste mês foram produzidos 3,21 bilhões de litros de álcool, ante 3,03 bilhões de litros de igual período de 2007/2008. A produção do álcool hidratado cresceu 12,34% na comparação entre o mesmo período neste e no ano passado. Até 1º de junho de 2008 foram produzidos 2,25 bilhões de litros do combustível utilizado nos veículos a álcool ou flexfuel, ante 2 bilhões de litros em igual período de 2007. A produção de anidro, misturado em 25% à gasolina, recuou 5,96% nos mesmos períodos avaliados, de 1,02 bilhão de litros no ano passado, para 964 milhões de litros este ano. "A demanda do mercado interno na região Centro-Sul continua aquecida, com vendas mensais superiores a 1,5 bilhão de litros, somando-se os volumes de etanol anidro e o hidratado. Isto ocorre devido ao crescimento da frota de veículos flexfuel e a uma relação de preços favorável ao etanol, em comparação com a gasolina em quase todo o território nacional", justificou o diretor-técnico da Unica, Antonio de Pádua Rodrigues. Somando-se anidro e hidratado, as vendas de etanol no mercado doméstico até o final de maio registraram aumento de 31,6% sobre o mesmo período em 2007. No caso do etanol hidratado, o crescimento foi de 43,6%, segundo a Unica. Já as exportações entre abril e maio somaram cerca de 600 milhões de litros de álcool, 59% superior ao volume embarcado no mesmo período da safra do ano passado. Com mercado estocado e excedente mundial, a produção de açúcar em 2008/2009 somou 3,27 milhões de toneladas até o início de junho, 10,77% menor que as 3,66 milhões de toneladas do mesmo período no ano passado. Apenas 38,39% da matéria-prima moída nas usinas teve a produção de açúcar como destino, de acordo com a Unica.

Tudo o que sabemos sobre:
BiocombustíveisEtanol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.