Produção de bens de capital sobe 5,9% em outubro

A produção de bens de capital (máquinas e equipamentos), que sinaliza o desempenho dos investimentos, registrou aumento de 5,9% em outubro ante setembro, segundo divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com outubro do ano passado, a produção dessa categoria recuou 16,8%.

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

02 de dezembro de 2009 | 10h33

No ano, a produção de bens de capital acumula queda de 22% e, em 12 meses, recuo de 19,4%. Todas as categorias de uso registraram alta na produção em outubro ante setembro. Além de bens de capital, houve expansão em bens intermediários (1,2%), bens de consumo duráveis (5,9%) e bens de consumo semi e não duráveis (1,3%).

Já na comparação com outubro do ano passado, apenas a categoria de bens de consumo duráveis registrou alta, de 2,8%, na produção. As demais categorias, além de bens de capital, registraram queda na produção: bens intermediários (-2,5%) e bens de consumo semi e não duráveis (-0,7%).

Revisão

A gerente de análises da coordenação de indústria do IBGE, Isabella Nunes, explicou que a revisão no resultado da produção industrial de setembro ante agosto, de alta de 0,8% para avanço de 1,8%, foi provocada tanto pela introdução de novos dados na série com ajuste sazonal quanto pela retificação de dados fornecidos por informantes de bens intermediários.

Além da revisão no resultado da indústria geral, foram revisados também os resultados das categorias em setembro ante agosto: bens de capital (alta de 5,8% para avanço 5,0%), intermediários (avanço de 0,8% para alta de 1,4%), bens de consumo duráveis (queda de 1,1% para recuo de 0,7%) e bens de consumo semi e não duráveis (retração de 0,7% para queda de 0,1%).

Tudo o que sabemos sobre:
indústriaproduçãoIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.