Produção de petróleo é maior que demanda, diz Opep

Apesar da alta nos preços da matéria-prima, Opep espera que consumo global chegue a 1,2 mi de barris por dia

Reuters,

14 de março de 2008 | 09h54

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está produzindo mais petróleo do que é necessário para atender aos consumidores, e uma potencial recessão econômica nos EUA pode significar uma redução na demanda, afirmou o grupo nesta sexta-feira, 14. Em seu relatório mensal sobre o mercado, a Opep avaliou que havia pouco risco para um aumento nas previsões de demanda por petróleo tendo em vista o desaquecimento da economia do maior consumidor mundial da commodity.   Veja também:   Com queda do dólar, petróleo fecha em novo recorde ESPECIAL: Preço do petróleo em alta O sobe e desce do dólar  Entenda a crise nos Estados Unidos   Veja os efeitos da desvalorização do dólar Apesar dos recordes nos preços, superando os US$ 110 o barril, a Opep ainda espera que o consumo global neste ano se expanda para 1,2 milhão de barris por dia (bpd), chegando a 86,97 milhões de bpd. "Com informações recentes indicando uma potencial recessão nos EUA, a demanda por petróleo não deve superar o que foi projetado, resultando em menor procura pelo petróleo da Opep", afirmou o cartel. "Ao mesmo tempo, dados preliminares mostram que o mercado está amplamente abastecido." O grupo, responsável por mais de um terço da produção mundial de petróleo, concordou em manter o nível de produção atual durante reunião na semana passada, "apesar das expectativas de fundamentos mais fracos, que elevam o risco de queda do preço, e da iminente queda sazonal na demanda", informou o relatório. A estimativa de demanda por petróleo em 2008 foi fixada em 31,68 milhões de bpd, 150 mil bpd superior à previsão do relatório anterior, mas ainda abaixo da produção atual. Os 13 países que pertencem à organização produziram 32,1 milhões de bpd em fevereiro. A revisão na projeção da demanda por petróleo da Opep foi resultado de uma estimativa menor para a produção da commodity em países que não pertencem ao grupo. O relatório diminuiu em 160 mil bdp previsão da oferta de petróleo de países não-pertencentes à Opep em 2008, para 50,37 milhões de bpd -um crescimento anual de 910 mil bpd.

Tudo o que sabemos sobre:
PetróleoOpepconsumoprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.