finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Produção de petróleo no Brasil tem alta anual de 13,3% em novembro

Na comparação com outubro de 2014, contudo, a produção recuou 1,5% em virtude de paradas para manutenção em plataformas

Fernanda Nunes, O Estado de S. Paulo

06 de janeiro de 2015 | 17h19

O Brasil produziu 1,5% menos petróleo em novembro de 2014 do que em outubro do mesmo ano, mas, em comparação a igual mês de 2013, a produção cresceu 13,3%, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

"A redução na produção em relação a outubro de 2014 deveu-se, em grande parte, a paradas para manutenção realizadas em algumas plataformas em novembro", informou a ANP.

Em volume, foram 2,358 milhões de barris de petróleo por dia (bpd) e 91,7 milhões de m³/dia de gás natural, o equivalente a 2,935 milhões de barris de óleo equivalente (boe) por dia, unidade que reúne petróleo e gás.

Apenas no pré-sal, a produção atingiu 602,3 mil bpd de petróleo e 20,9 milhões de m³/d de gás, que somam 733,6 mil boe/d, uma redução de 0,8%, comparado ao mês anterior. No pré-sal, a produção partiu de 42 de poços.

Embora a produção de gás natural em todas as bacias sedimentares brasileiras tenha caído 1,1% em relação a outubro, a queima do produto, de 4,4 milhões de m³/d, cresceu 13,7%. Comparado a novembro de 2013, a queima aumentou 16,2%.

A ANP informou ainda que 91,5% da produção de petróleo e gás natural foram provenientes de campos operados pela Petrobrás. O campo de Roncador, na Bacia de Campos, foi o de maior produção de petróleo, com uma média de 302,7 mil barris por dia e o campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, foi o maior produtor de gás natural, com média de 7,9 milhões de m³/d.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoanp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.