NILTON FUKUDA/ESTADÃO
NILTON FUKUDA/ESTADÃO

Produção de veículo cai 22,3% em 2015 e demissões no setor já somam 13,3 mil

Segundo dados da Anfavea, produção teve uma queda de 14,2% em novembro em relação a outubro; no mês a indústria eliminou 1.521 empregados

Mateus Fagundes, O Estado de S. Paulo

04 de dezembro de 2015 | 11h59

SÃO PAULO - Por mais um mês a indústria de automóveis mostrou queda de produção e aumento das demissões. A produção de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus no mercado brasileiro caiu 14,2% em novembro na comparação com outubro e recuou 33,5% ante o mesmo mês do ano passado, divulgou a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). No décimo primeiro mês do ano, foram produzidos 176.012 veículos no País. Com o resultado, a produção acumula queda de 22,3% no ano. 

Enquanto isso, a indústria automobilística eliminou 1.521 vagas em novembro. Após as recentes demissões, o setor encerrou o penúltimo mês do ano com 131.190 empregados. Com o resultado, a indústria automotiva já demitiu 13,3 mil empregados em 2015. Apenas o segmento de autoveículos registrou retração de 1,2% no número de empregados em novembro na comparação mensal, ao totalizar 115.454 funcionários. Em relação a novembro do ano passado, a queda foi de 9,4%. 

Considerando apenas automóveis e comerciais leves, a produção em novembro chegou a 169.617 unidades, baixa de 13,9% em relação a outubro e recuo de 32,5% ante novembro de 2014. No mês passado, foram produzidos 149.363 automóveis e 20.254 comerciais leves. Com isso, a produção de autos e leves acumula queda de 20,9% no período de janeiro a novembro deste ano contra igual intervalo do ano passado.

A produção de caminhões, por sua vez, caiu 21,4% em novembro na comparação com outubro e recuou 54,6% ante o mesmo mês do ano passado. Ao todo, a produção de caminhões atingiu 5.350 unidades no décimo primeiro mês do ano. Com o resultado, a fabricação de caminhões acumula queda de 47,5% em 2015 até novembro, ante igual período do ano passado. 

No caso dos ônibus, foram produzidas 1.045 unidades em novembro, baixa de 14,9% na comparação com outubro e recuo de 43,3% ante novembro do ano passado. Com o desempenho de novembro, a fabricação de ônibus acumula queda de 35,2% em 2015 até agora ante igual período do ano passado.

A fatia de automóveis e veículos comerciais leves biocombustíveis (flex) ficou em 89,7% em novembro, patamar acima do verificado em outubro (88,6%). Em novembro de 2014, a participação das vendas dos veículos flex era de 88,6%. Ao todo, os veículos flex somaram 170.039 unidades no penúltimo mês do ano. 

Exportação. As exportações em valores de autoveículos e máquinas agrícolas somaram US$ 860,6 milhões em novembro, queda de 1,1% na comparação com outubro e recuo de 6% ante o mesmo mês do ano passado. Com o resultado, as vendas externas acumulam recuo de 10,1% no período de janeiro a novembro de 2015. 

No penúltimo mês do ano, foram exportadas 36.449 unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus exportados, queda de 8,4% na comparação com novembro e avanço de 40,3% ante o mesmo mês do ano passado. No ano, as exportações em unidades acumulam alta de 18,9% ante igual período de 2014. 

Tudo o que sabemos sobre:
automóveisAnfaveaprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.