Produção do pré-sal atinge 71 mil barris/dia em 2011

A produção de petróleo na área do pré-sal atingiu 71 mil barris por dia em 2011, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O volume responde por 3,4% da produção nacional de 2,1 milhões de barris por dia, o que posiciona o Brasil na 13ª colocação no ranking mundial de produtores. Os dados constam do anuário divulgado nesta terça-feira pela agência.

MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

31 de julho de 2012 | 15h55

O documento revela ainda que as reservas brasileiras provadas de petróleo cresceram 5,6%, para 15 bilhões de barris. Com isso, o País chegou ao 14ª lugar no ranking mundial. Já as reservas provadas de gás natural cresceram 8,6%, para 459,4 bilhões metros cúbicos (31ª colocação).

O País conseguiu reduzir a queima de gás natural em 27,7% no ano passado, contribuindo para um aumento de 5% na produção do insumo, que alcançou 24,1 bilhões de metros cúbicos no período. Caiu também o volume de gás reinjetado em poços, 7,6%.

Sobre o mercado de combustíveis, a ANP informou que as vendas de combustíveis subiram 3,6%. "A alta significativa dos preços do etanol resultou na perda de competitividade deste combustível. Os consumidores migraram para a gasolina C, cujo consumo subiu 19% em contraste com a queda de 27,7% nas vendas de etanol hidratado", disse a ANP em nota.

Já a produção de biodiesel no Brasil aumentou 11,5%, enquanto a capacidade nominal da indústria registrou expansão de 16%. O óleo de soja permaneceu como a principal matéria-prima para o segmento. Aproximadamente 2,7 milhões de metros cúbicos do produto foram comercializados em quatro leilões realizados pela ANP em 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
ANPanuário2011

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.