Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Produção do setor privado sobe na zona do euro

Crescimento encerrou 14 meses de contração graças à 1ª elevação no setor de manufatura

AE,

21 de agosto de 2009 | 09h34

A produção do setor privado da zona do euro (grupo dos 16 países que adotam o euro como moeda) subiu em agosto, encerrando 14 meses de contração graças à primeira elevação da produção no setor de manufatura desde maio do ano passado, segundo dados divulgados pela Markit Economics. A leitura preliminar do índice composto de produção da zona do euro dos gerentes de compras (PMI), um indicador de atividade do setor privado, subiu para a máxima em 15 meses a 50 em agosto, de 47 em julho. O dado indica que a produção no setor privado está próxima de expandir-se. Variações acima de 50 mostram expansão da atividade e abaixo disso, contração. O número de agosto superou a expectativa dos economistas de alta para 48,3.

 

O relatório da Markit mostrou que o índice PMI de produção no setor de manufatura subiu para o maior nível em 14 meses a 47,9 em agosto, de 46,3 em julho, enquanto o índice PMI de atividade no setor de serviços registrou alta recorde para uma máxima em 15 meses a 49,5 em agosto, de 45,7 em julho. O índice PMI de manufatura ficou em linha com a previsão dos economistas, mas o índice do setor de serviços superou a previsão dos economistas de 46,5. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Produçãosetor privadoEuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.