Produção e venda batem recorde

Previsão é que comercialização de carros tenha expansão de 25% no ano

Marilena Rocha, O Estadao de S.Paulo

05 de dezembro de 2007 | 00h00

Com previsão de 25% de crescimento, as vendas no setor automobilístico devem fechar o ano com volume superior a 2,4 milhões de veículos, um número recorde, como também o é o total de automóveis financiados até setembro passado: 72%, sendo 42% em CDC, 26% em leasing e 4% em consórcio.De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), outubro também marcou um recorde na produção de veículos: 299,3 mil unidades, sendo que o acumulado de janeiro a outubro registrou crescimento de 12,8%, com a produção chegando a 2,48 milhões de veículos. Até o fim de dezembro, deverão ser mais de 2,78 milhões de unidades produzidas.De janeiro a setembro deste ano, foram emplacados 1.399.935 automóveis, o que representa um aumento de quase 22% em relação aos 1.097.6079 emplacados no mesmo período de 2006.Os sucessivos cortes na taxa Selic e o alongamento dos prazos de financiamento, antes obedecendo à média de 48 meses, são apontados como os principais responsáveis pelo escoamento na produção. Os inúmeros feirões que marcam o comércio do setor no último trimestre popularizaram parcelamentos em até 84 vezes, permitindo também o fechamento de negócios em até 99 vezes.A taxa média de juros na venda de carros, que de janeiro a setembro do ano passado chegara a 23,4% ao ano, baixou para 19,6% ao ano no mesmo período deste ano. Enquanto algumas promoções asseguraram taxas de 0,48% ao mês em financiamentos de até 60 meses, o índice de 0,89% se destacou nos contratos de 99 parcelas ou também nas linhas de leasing, representando total de 11,21%/ano, portanto um pouco abaixo da taxa básica de juros, no momento de 11,25% ao ano.De acordo com os dados do Banco Central, a temida inadimplência até apresentou uma ligeira queda entre janeiro e setembro deste ano, quando comparada com o mesmo período de 2006: baixou de 3,48% para 3,26%, considerando-se compromissos com atrasos acima de 90 dias. Segundo a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef), a inadimplência no setor está abaixo da média do mercado.NÚMEROS2,4 milhõesde veículos é o total estimado para a venda de veículos neste ano, segundo a Anfavea2,78 milhõesé o número de carros que devem ser produzidos neste ano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.