Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Produção industrial ainda está abaixo do pré-crise, diz Meirelles

Presidente do BC enxerga espaço para crescimento no setor com retomada de projetos de investimento

Lucinda Pinto, da Agência Estado,

27 de outubro de 2009 | 12h30

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou que a produção industrial já ingressou num processo de recuperação que dura oito meses consecutivos, com crescimento do uso da capacidade instalada. Essa utilização, no entanto, ainda está abaixo dos níveis anteriores à crise, o que mostra que há espaço para crescimento. "Existem projetos de investimento maturando na economia e vemos diversos projetos sendo retomados", disse Meirelles à plateia do 5º Congresso Nacional de Crédito e Cobrança, realizado em São Paulo.

 

Veja também:

especialUm ano após auge da crise, economia se recupera

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialDicionário da crise 

especialComo o mundo reage à crise 

 

O presidente do BC observou também que o que diferencia o Brasil de outros países é o fato de essa recuperação se basear no emprego e no crédito. Meirelles afirmou que, enquanto outros países ainda discutem se recuperação vai acontecer em forma de V ou W, o Brasil já retomou o patamar de desemprego anterior à crise, o que mostra que há uma retomada "muito mais solidificada". Ele observou que até mesmo a indústria, muito mais afetada pela crise, já apresenta um crescimento de emprego substancial . "A economia começa a retomar o mesmo nível de atividade que antecedeu a crise e as expectativas para o PIB de 2010 são crescentes", afirmou.

 

Meirelles destacou que, diferentemente de outros países, que ficaram muito dependentes da taxa básica de juros e dos estímulos fiscais, o Brasil atuou diretamente nos canais de transmissão da crise, que eram os canais de crédito, e apenas quando os mercados estavam funcionalmente estabelecidos é que houve o estímulo fiscal, em dezembro de 2008, e o monetário, em agosto de 2009. "O Brasil saiu da crise com maior tração, com menor custo, preservando o emprego, porque a crise ficou restrita ao setor industrial", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Henrique MeirellesindústriaNuci

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.