coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Produção industrial atinge nível recorde em agosto

O nível da produção industrial brasileira alcançado em agosto é recorde, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O chefe da coordenação de indústria do instituto, Silvio Sales, explicou hoje que o recorde anterior havia sido registrado em junho deste ano. "Quando a indústria apresenta uma trajetória de expansões consecutivas na produção, como está acontecendo agora, há também, naturalmente, sucessivos recordes."Das 27 atividades industriais pesquisadas pelo IBGE, 17 apresentaram crescimento em agosto ante julho. O principal destaque de alta foi do setor de alimentos (3,7%), além de veículos automotores (3,3%), máquinas e equipamentos (3,7%) e material eletrônico e equipamentos de comunicações (6,7%). A principal pressão negativa foi dada pelo segmento de edição e impressão (-4,1%).Bens de capitalA produção de bens de capital, que sinaliza os investimentos no País, cresceu 4% em agosto ante julho e aumentou 21% em relação a agosto do ano passado, segundo os dados divulgados hoje pelo IBGE. Essa categoria acumula alta de 17,6% na produção de janeiro a agosto e de 13,6% no período de 12 meses encerrado em agosto.Respectivamente ante julho e ante agosto de 2006, foram os seguintes desempenhos: bens intermediários (0,9% e 4,2%); bens de consumo duráveis (2,7% e 13%) e bens de consumo semi e não duráveis (0,7% e 4,2%).RevisãoO IBGE revisou a produção industrial de julho ante julho de 2006, de crescimento de 6,8% divulgado anteriormente para 6,9%. A modificação ocorreu sobretudo por causa da revisão no resultado de bens de consumo duráveis, que passou de uma alta de 15,1% nessa base de comparação para 15,4%. Segundo a economista Isabella Nunes, da coordenação de indústria do instituto, a revisão ocorreu por causa de "retificação de dados fornecidos por empresas informantes".

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

04 de outubro de 2007 | 10h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.