Produção industrial cai pelo terceiro mês consecutivo

A produção industrial apresentou em junho a terceira queda consecutiva em relação a igual mês do ano anterior, com redução de 2,1% ante junho de 2002, segundo divulgou esta manhã o IBGE. As quedas registradas no setor, no segundo trimestre, foram responsáveis pela estagnação da produção industrial no primeiro semestre deste ano, com crescimento de apenas 0,1% em relação ao primeiro semestre do ano passado. Na comparação com maio, a produção industrial caiu 2,6% em junho. Segundo o IBGE, a produção do mês de junho atingiu o patamar mais baixo desde dezembro de 2001. Na comparação com junho do ano passado, a maior queda na produção foi registrada nos eletrodomésticos (-10,2%). O segmento de bens de consumo duráveis também permaneceu em queda nesta base de comparação (-2,5%). No primeiro semestre, as maiores quedas na produção ocorreram na indústria farmacêutica (-16,2%), vestuário e calçados (-14,8%) e têxtil (-8,5%). De acordo com o IBGE os dados de junho "mostram uma acentuação na trajetória declinante da produção industrial". O chefe do departamento de Indústria do instituto, Silvio Sales, concederá entrevista para comentar os dados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.