Produção industrial cresce 1,5% em agosto ante julho

A produção industrial do País apresentou em agosto o maior crescimento do ano em relação a mês anterior, com alta de 1,5% ante julho. Este foi o segundo aumento consecutivo nessa base de comparação - em julho a produção havia crescido 0,9% em relação a junho. O IBGE revisou o dado de julho, de aumento de 0,4%, divulgado no mês passado, para 0,9%. Houve queda, entretanto, na produção industrial na comparação com agosto de 2002 (-1,8%, o quinto recuo consecutivo nessa base de comparação). A produção industrial acumula queda de 0,5% de janeiro a agosto e aumento de 1,7% nos últimos 12 meses até agosto. Bens duráveisO coordenador de indústria do IBGE, Silvio Sales, disse que os sinais de recuperação da atividade, com crescimento ante mês anterior, não foram suficientes para reverter a trajetória declinante do índice de produção industrial acumulado no ano e em 12 meses (até julho, o acumulado em 12 meses era de 2% e passou em agosto para 1,7%). Mas ele destacou que os índices de média móvel trimestral, considerados os melhores indicadores de tendência, mostram "um quadro de estabilização no ritmo produtivo e crescimento na área de bens de consumo duráveis". Os bens de consumo duráveis apresentaram em agosto o maior crescimento do ano, frente a mês anterior, com aumento de 5,2% em relação a julho. Segundo Sales, o aumento dos duráveis é resultado especialmente da recuperação da vendas de automóveis no mercado interno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.