Produção industrial cresce em julho após 3 quedas

A produção da indústria brasileira cresceu em julho após três meses seguidos de queda, com destaque para o setor automotivo.

REUTERS

31 de agosto de 2010 | 10h06

A atividade aumentou 0,4 cento em julho contra junho e subiu 8,7 por cento sobre igual mês de 2009, no nono mês de alta, mas a menor taxa desde novembro de 2009, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira.

Analistas consultados pela Reuters projetavam alta mês a mês de 0,8 por cento --com faixa de previsões de 0,2 a 1,4 por cento-- e avanço anual de 9,1 por cento --com estimativas entre 8 a 11,1 por cento.

A média móvel trimestral, no entanto, seguiu negativa pelo segundo mês, com queda de 0,3 por cento.

Em julho sobre junho, 17 dos 27 setores pesquisados tiveram aumento da produção, com destaque para Veículos automotores (3,6 por cento), Outros produtos químicos (3 por cento) e Farmacêutica (4,6 por cento).

Entre as categorias de uso, sobre junho, bens intermediários e bens de consumo duráveis tiveram as maiores altas, de 0,9 por cento cada. A atividade de bens de consumo semi e não duráveis teve variação positiva de 0,3 por cento, enquanto a de bens de capital teve retração, de 0,2 por cento.

Na comparação anual, 21 dos 27 setores registraram elevação da atividade. Destcaram-se Veículos automotores (26,5 por cento), Metalurgia básica (19,5 por cento) e Alimentos (7,3 por cento).

Todas as categorias de uso tiveram crescimento sobre julho de 2009. Os maiores foram de bens de capital, com 21,1 por cento, e bens intermediários, com 11,3 por cento. A produção de bens de consumo semi e não duráveis cresceu 3,9 por cento e a de bens de consumo duráveis, 2,2 por cento.

No ano até julho, a produção industrial acumulou aumento de 15 por cento e nos últimos 12 meses, de 8,3 por cento.

O IBGE revisou ligeiramente para baixo o dado de junho sobre maio, de queda preliminar de 1 por cento para baixa de 1,1 por cento.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Tudo o que sabemos sobre:
IBGEINDUSTRIAJULHOATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.