Produção industrial da Alemanha cai 2,6%

A produção industrial alemã registrou, em dezembro, a pior desaceleração mensal em quase quatro anos, refletindo o fraco desempenho dos setores manufatureiro e de construção. O declínio é mais uma evidência contundente do enfraquecimento da maior economia européia, que caminha neste 2003 para o seu terceiro ano consecutivo de crescimento abaixo da média histórica. O Ministério da Economia informou que a produção industrial caiu 2,6% em dezembro, ante novembro, após os ajustes pelos fatores sazonais. A retração superou os prognósticos dos analistas de que houvesse recuo de 1,4% da produção. O declínio de dezembro foi o mais acentuado desde fevereiro de 1999 e sucede um crescimento de 2,4% em novembro e a uma queda de 1,3% da produção em outubro. Na comparação ano a ano, a produção industrial subiu 1,7%, em termos não-ajustados, mas recuou 0,5% em termos ajustados. "O dado foi muito fraco", comentou o economista do UBS Warburg, Holger Fahrinkrug. A produção do setor manufatureiro caiu 2,7% em dezembro, praticamente apagando a alta de 2,9% do mês anterior. A queda foi puxada pelo recuo de 4,2% na produção de bens de capital, como são denominados os bens usados na produção de outros bens. A produção no setor de construção, que está em recessão desde 1995, despencou 5,8%, após ter crescido 3,8% em novembro. A produção do setor energético contrariou a tendência e aumentou 1% em dezembro, depois de ter recuado 4,2% no mês anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.