Produção industrial da Rússia tem queda recorde em janeiro

A produção industrial da Rússia registrou uma contração de 20 por cento em janeiro, a maior queda mensal na série histórica de sete anos, segundo dados divulgados nesta segunda-feira e que ressaltam o risco de que a economia vai encolher mais que o esperado em 2009. A redução na demanda interna e externa por causa da crise global fez a produção industrial russa cair 19,9 por cento em janeiro ante o mês anterior. A produção também encolheu 16 por cento na comparação anual, um recuo mais acentuado que a previsão média do mercado de queda de 11,5 por cento. "É um número dramático, é como uma ducha fria de manhã", disse Gintaras Shlizhyus, analista do RZB. "Aumenta a possibilidade de uma grave crise econômica e de revisões para baixo nas estimativas de PIB para 2009." A economia da Rússia está entrando na primeira recessão em uma década este ano, com o governo prevendo uma queda de 0,2 por cento no Produto Interno Bruto (PIB) e analistas esperando uma contração de 0,8 por cento. A manufatura foi o componente com a pior performance da produção industrial, caindo em um terço ante o mês anterior e quase um quarto na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Companhias enfrentaram demanda reduzida por causa da crise econômica interna, em que 1,8 milhão de pessoas perderam seus empregos desde agosto, e externa. A produção de pneus, automóveis e ônibus caiu 80 por cento ou mais na comparação anual. Materiais relacionados à construção registraram acentuada queda na produção, com cimento recuando cerca de 40 por cento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.