Produção industrial da zona do euro tem queda anual recorde

Atividade nos 27 países que adotam a moeda na Europa cai 21,6% na comparação com abril do ano passado

REUTERS

12 de junho de 2009 | 08h17

A produção industrial da zona do euro registrou nova queda recorde em abril sobre igual mês do ano passado, de 21,6%, informou a agência de estatísticas Eurostat nesta sexta-feira, 12.  O dado superou a queda de 19,3% vista em março na comparação anual e a previsão de analistas de recuo de 20,2%.  Em relação a março deste ano, a queda foi de 1,9% , também pior que a previsão de economistas consultados pela Reuters de declínio de 0,4%.

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise 

 

A Eurostat revisou os dados de março para cima. A produção industrial em março caiu 1,4% em base mensal em março, contra estimativa anterior de queda de 2%; a produção industrial anual foi revisada de queda de 20,2% para queda de 19,3%.

A Alemanha registrou a maior retração na produção industrial entre os países da zona do euro, de 2,1% em abril ante março. Na França, segunda maior economia da zona do euro depois da Alemanha, a produção industrial cedeu 1,4% em abril ante março; na Itália, a produção registrou inesperada alta de 1,1% em base mensal em abril.

Entre os 27 países da União Europeia, a produção industrial caiu 0,9% em abril ante março e recuou 19,4% em relação a abril do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUROPAINDUSTRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.