Produção industrial de abril fica estável

A produção industrial ficou estável em abril em relação a março, segundo divulgou hoje o IBGE. O resultado ficou próximo ao teto das previsões, que iam de -0,70% a +0,40%, e acima da média, que apontava queda de 0,2%. Em relação a abril do ano passado, a produção registrou aumento de 6,3%, perto do teto das estimativas, que iam de 4% a 6,7%, e acima da média, que era de 5,40%. Também houve crescimento no acumulado do ano (4,5%) e em 12 meses (7,5%). Para os técnicos do IBGE, em síntese, a produção industrial mantém em abril um "quadro de estabilidade", sendo que o indicador de média móvel do trimestre, considerado o principal indicador de tendência, mostrou variação zero entre os trimestres encerrados em março e abril.A produção industrial de abril, na comparação com março, mostrou queda, entre as categorias de uso pesquisadas, em bens de capital (-2,9%); bens de consumo durável (-0,3%) e bens de consumo não-durável (-0,3%). Nessa base de comparação, apenas bens intermediários registraram aumento na produção (1,3%).No confronto com abril do ano passado, todas as categorias apresentaram expansão, com destaque para bens de consumo durável (17,8%) e não-durável (8,5%). Houve crescimento também em bens de capital (3,3%) e bens intermediários (3,8%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.