Produção industrial deve reverter tendência de queda, prevê Ipea

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) estima que a produção industrial medida pelo IBGE vai reverter, em março, a tendência de queda ante mês anterior apresentada de dezembro a fevereiro. A previsão do Ipea é de aumento de 1,7% na produção em março ante fevereiro, já levando em conta a nova pesquisa industrial mensal que está sendo divulgada pelo IBGE, com novo método de dessazonalização ? sem efeitos temporais ? dos dados.Nos três últimos meses já divulgados, foram as seguintes as variações ante mês anterior: dezembro (-2,1%), janeiro (-0,6%) e fevereiro (-1,8%). Os dados do Ipea, divulgados em nota de conjuntura da instituição, levam em conta, para março, os dados já disponíveis da produção de automóveis, papelão ondulado e aço bruto. Os dados oficiais relativos à produção industrial de março serão divulgados pelo IBGE no dia 10 de maio.Comparativo com ano anteriorNa nota de conjuntura, o Ipea sublinha também que haverá "forte crescimento" na produção ante março de 2003, atingindo 12,2%, "certamente influenciado pelo elevadíssimo crescimento da produção de autoveículos em relação a março do ano passado (33,8%), bem como o de papelão ondulado (13,3%)".O Ipea alerta que "toda comparação entre março de 2004 e março de 2003 deve levar em conta o maior número de dias úteis em 2004, já que o carnaval em 2003 caiu em março". Ou seja, o resultado será beneficiado também por esse movimento sazonal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.