Produção industrial dos EUA tem forte queda em fevereiro

Atividade cai 0,5% e fábricas, minas e serviços públicos operam no nível mais baixo em mais de dois anos

REUTERS

17 de março de 2008 | 10h32

A produção industrial nos Estados Unidos teve sua queda mais forte em quatro meses durante fevereiro, com fábricas, minas e serviços públicos operando no nível mais baixo em mais de dois anos, afirmou o Federal Reserve (Fed, banco central americano) nesta segunda-feira, 17. A produção industrial total caiu 0,5% em fevereiro depois de subir leves 0,1% em janeiro.   Veja também:   BCs injetam recursos para socorrer bancos Crise no mercado global está maior, diz diretor-gerente do FMI JPMorgan compra o Bear Stearns por US$ 236 milhões  Entenda a crise nos Estados Unidos   O sobe e desce do dólar  Veja os efeitos da desvalorização do dólar     A taxa representa a maior queda mensal desde os 0,6% registrados em outubro. Economistas de Wall Street previam queda de 0,1%. Os dados de produção vieram em linha com uma forte desaceleração na economia do país que, segundo muitos analistas, pode já estar em recessão.   O índice de utilização de capacidade, uma medida da ocupação das indústrias nacionais, caiu para 80,9% em fevereiro ante 81,5% em janeiro. Foi o pior índice de utilização de capacidade geral desde os 80,7% de novembro de 2005 e bem abaixo da estimativa de economistas de 81,3%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.