Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Produção industrial dos EUA tem queda inesperada

As empresas norte-americanas promoveram uma inesperada redução no ritmo de produção em março, surpreendendo os analistas e servindo de contraponto para uma série de dados que vinham mostrando aquecimento da economia do país. Dados divulgados hoje pelo Federal Reserve mostraram que a produção industrial caiu 0,2%, em março, contrariando prognóstico de que houvesse crescimento de 0,4%. A queda no mês foi a maior desde abril 2003. Também foi a primeira vez desde agosto que ocorreu uma desaceleração da produção. Em fevereiro, a produção tinha crescido 0,8%, acima da alta de 0,7% indicada originalmente pelo Federal Reserve. O uso da capacidade instalada caiu para 76,5%, do nível revisado para 76,7%, em fevereiro. Originalmente, o Federal Reserve tinha anunciado uso de 76,6% da capacidade, em fevereiro. Os analistas previam que o uso da capacidade instalada ficasse ao redor de 76,8%. A produção do setor manufatureiro ficou inalterada em março, fazendo o setor um dos poucos que não registrou queda no mês. O dado de fevereiro sobre produção manufatureira foi revisado em alta, de uma aumento de 1% para 1,1%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

16 de abril de 2004 | 11h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.