Produção industrial na Índia cai 2,2% em junho

A produção industrial da Índia caiu pelo segundo mês consecutivo em junho, reduzindo as esperanças de uma recuperação na economia em breve. Um relatório separado mostrou que o índice de preços ao consumidor na área urbana subiu em julho, em bases anuais.

Agencia Estado

12 de agosto de 2013 | 11h17

O índice de produção industrial caiu 2,2% em junho, em bases anuais, afetado por um declínio igual na produção manufatureira, de acordo com dados do Ministério de Estatísticas. A média das previsões dos 13 economistas consultados pela Jones Newswires era de uma contração de 1,0%. O governo também revisou a leitura da produção em maio para um recuo de 2,8%, de uma queda de 1,6% reportada preliminarmente. No período de abril a junho, o primeiro trimestre do atual ano fiscal, a produção caiu 1,1%, em comparação com a expansão de 1% vista no mesmo período do ano fiscal anterior.

Dados separados apontaram que o índice de preços ao consumidor (CPI, em inglês) da Índia subiu para 10,26% em julho, em bases anuais, de 10,13% em junho. Na área rural, o CPI recuou para 9,14% em julho, em bases anuais, de 9,63% em junho.

A atividade industrial da Índia perdeu força nos últimos anos devido ao enfraquecimento da demanda e obstáculos burocráticos, como adiamentos nas aprovações de projetos, assim como os elevados custos dos empréstimos, juntamente com o ritmo lento das reformas políticas do governo que exacerbou as dificuldades.

O fraco desempenho industrial na Índia arrastou o crescimento economia do país para o menor patamar em uma década no ano fiscal passado (5%). O governo tem esperado um recuperação do crescimento econômico neste ano. No entanto, há poucos sinais até agora de uma melhora das condições econômicas.

O índice de atividade industrial (gerente de compras), divulgado no início deste mês mostrou que o crescimento do setor manufatureiro quase parou em julho. Outra pesquisa mostrou que a atividade no setor de serviços, que foi o principal motor do rápido crescimento da Índia no última década, contraiu em julho, pela primeira vez desde outubro de 2011.

O Ministro das Finanças da Índia, P. Chidambaram, disse a repórteres hoje que prevê US$ 22 bilhões em investimento estrangeiro direto (IED) e US$ 75 bilhões fluxos positivos de capital no país no atual ano fiscal. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaprodução industrial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.