Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Produção industrial no País cresce 1,3% em maio contra abril

Indústrias automotiva e farmacêutica lideram melhores desempenhos no mês

Agencia Estado

04 de julho de 2007 | 17h18

A atividade industrial brasileira cresceu 1,3% em maio ante abril, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, 4. Analistas consultados pela Reuters estimavam um aumento mensal na produção das indústrias no País de 0,4%, depois da queda de 0,1% em abril. O IBGE revisou a produção industrial de abril de queda de 0,1% para estabilidade. Na comparação com maio de 2006, a produção das indústrias registrou um avançou de 4,9%. Economistas esperavam um ganho de 3,5% em termos anuais. No comparativo entre maio e abril, 15 dos 23 ramos pesquisados registraram expansão com destaque para o desempenho de veículos automotores, com alta de 3,7%, seguido da indústria farmacêutica, com crescimento de 8,3%. Exercendo pressão negativa, ficaram os produtos químicos, queda de 1,8%, e bebidas, recuo de 2,8%. "A evolução dos índices nos primeiros cinco meses de 2007 revela um quadro positivo da atividade fabril, tanto nas comparações contra iguais períodos do ano anterior, quanto na evolução dentro do próprio ano de 2007", informou o IBGE em comunicado. Segundo o instituto, o indicador mensal cresce desde julho de 2006. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, a produção industrial subiu 4,4% em relação do mesmo período do ano passado. A taxa anualizada do indicador acumulada nos últimos 12 meses indica alta de 3,3%.

Tudo o que sabemos sobre:
Produção industrial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.