Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Produção industrial sobe em 11 de 14 regiões pesquisadas em julho

As maiores altas foram registradas em Amazonas, Paraná e Ceará

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo

05 de setembro de 2014 | 09h44

RIO - A produção industrial cresceu em 11 dos 14 locais pesquisados na passagem de junho para julho, informou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As maiores altas foram registradas em Amazonas (16,1%), Paraná (7,3%) e Ceará (7,1%). 

Região Nordeste (5,6%), Bahia (4,7%), Santa Catarina (4,0%), Espírito Santo (3,6%), Pernambuco (3,2%), Rio Grande do Sul (1,5%) e Rio de Janeiro (1,2%) também apontaram taxas positivas mais intensas do que a média nacional (0,7%), enquanto Minas Gerais, com acréscimo de 0,5%, mostrou avanço mais moderado.

Por outro lado, Goiás (-2,2%), São Paulo (-1,2%) e Pará (-0,8%) assinalaram as taxas negativas em julho ante junho e apontaram a segunda queda consecutiva nesse tipo de comparação. No caso de São Paulo, também houve recuo de 5,8% na comparação de julho contra julho de 2013, informou o IBGE. 

Tudo o que sabemos sobre:
indústriaprodução industrial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.