Produção industrial tem o melhor desempenho em 4 anos

Atividade cresce 2,8% em outubro ante setembro, apoiada pela expansão do consumo doméstico

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

05 de dezembro de 2007 | 09h10

A produção industrial do País cresceu 2,8% em outubro ante setembro, na série com ajuste sazonal, segundo divulgou nesta quarta-feira, 5, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A expansão é a maior nesta base de comparação desde setembro de 2003.  Segundo o documento de divulgação da pesquisa, "a ampliação do consumo doméstico, beneficiada pelas boas condições de crédito, o crescimento no investimento, aumentando a capacidade produtiva e o dinamismo das vendas externas, apoiado principalmente na maior exportação de commodities, vem sustentando o desempenho industrial". O resultado divulgado nesta quarta veio acima das estimativas dos analistas ouvidos pelo Agência Estado Projeções - que estimavam crescimento entre 0,7% e 2,5% - e também da mediana das expectativas, que estavam em 1,3%. Na comparação com outubro de 2006, a produção registrou expansão de 10,3%. No acumulado do ano até outubro, a produção da indústria registra alta de 5,9% e em 12 meses, de 5,3%. Nesta quarta o IBGE divulgou também uma pequena revisão no dado da produção industrial de setembro ante agosto, de -0,5% para -0,6%. Investimentos Ainda segundo o IBGE, a produção de bens de capital cresceu 1,8% em outubro ante setembro e 26,8% ante outubro de 2006. Essa categoria, que sinaliza os investimentos, já acumula uma expansão de 18,8% em 2007.  Todas as categorias de uso pesquisadas pelo IBGE mostraram crescimento na produção em outubro, em todas as bases de comparação. Houve aumento em bens intermediários (2,7% ante setembro e 8,8% ante outubro de 2006); bens de consumo duráveis (1,4% e 18,2%); e bens de consumo semi e não duráveis (1,4% e 5,9%).

Tudo o que sabemos sobre:
Indústria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.