finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Produção maior não está na pauta da Opep, diz ministro

O ministro do Petróleo dos Emirados Árabes Unidos, Mohammad Al Hamli, disse hoje que os sinais de recuperação da economia global estão sustentando os preços do petróleo e que, até agora, aumentar a produção "não está na agenda" da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). No mês passado, o secretário-geral da entidade, Abdalla Salem El-Badri, afirmou que elevar as cotas de produção seria possível sob certas condições, citando a recuperação da economia e da demanda e a redução dos estoques de petróleo.

AE, Agencia Estado

07 de novembro de 2009 | 13h52

Os preços futuros do petróleo caíram para seu menor nível em uma semana ontem (US$ 77,43 por barril), depois da divulgação do maior índice de desemprego em 26 anos nos Estados Unidos. A notícia enfraqueceu esperança de que a economia estaria se recuperando e, consequentemente, aumentaria a demanda por petróleo. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.