finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Produção mundial de aço cresce em ritmo mais lento

A tendência de crescimento da produção mundial de aço bruto se manteve em agosto, mas em ritmo mais lento do que o registrado nos últimos meses. A produção mundial de aço bruto totalizou 77, 871 milhões de toneladas métricas no oitavo mês do ano, o que representa um crescimento de 4,7% sobre o mesmo mês do ano passado. Em comparação a julho, porém, houve queda de 1,1%.O aumento da produção na China, segundo dados do Instituto Internacional de Ferro e Aço (IISI, na sigla em inglês), que contabiliza a produção de 63 países, de um lado continua puxando o crescimento do setor. Do outro lado, contribuíram para frear o ritmo da siderurgia em agosto a redução da produção nos Estados Unidos e na Comunidade Européia.No acumulado dos primeiros oito meses do ano a produção mundial de aço totalizou 622,875 milhões de toneladas, volume 7,6% maior que o mesmo período de 2002, o equivalente a um acréscimo de 43,884 milhões de toneladas. Na opinião do analista da Tendências Consultoria, Armando Cesar Franco, a expectativa é de que a produção chinesa totalize 214 milhões de toneladas em 2003, o que representa um crescimento de 19,9% sobre 2002. "As preocupações começam agora a se voltar para 2004. Será que a China sustenta esse ritmo de crescimento no próximo ano?, indaga.Segundo o analista, a retração da produção siderúrgica nos Estados Unidos, por sua vez, mostra que a recuperação da economia do país deve acontecer mais tardiamente do que o esperado. "Isso porque as importações de aço também têm registrado queda", afirma. A expectativa do analista é de que a produção de aço nos Estados Unidos totalize 88,5 milhões neste ano, o que representa uma queda de 3,4% sobre 2002.

Agencia Estado,

24 de setembro de 2003 | 09h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.