finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Produção mundial de aço sobe 3,5% em outubro

A produção mundial de aço bruto foi de 114 milhões de toneladas em outubro, segundo dados divulgados pelo Instituto Internacional de Ferro e Aço (IISI, na sigla em inglês). Isso representa um aumento de 6,6% em comparação com o mesmo mês do ano passado e um avanço de 3,5% em relação a setembro, quando foram produzidas 110,1 milhões de toneladas.Nos dez primeiros meses do ano, foi produzido um total de 1,10 bilhão de toneladas de aço, aumento de 8,1% em relação ao mesmo intervalo de 2006. Este é o quarto ano consecutivo em que a produção supera a marca de 1 bilhão de toneladas, segundo o instituto.A China continua a impulsionar a produção mundial, com alta de 13,5% no volume de aço bruto produzido em outubro em relação a outubro de 2006, somando 42,9 milhões de toneladas. A Índia também registrou aumento significativo, com alta de 8,8%, para 4,6 milhões de toneladas. O Japão e a Coréia do Sul cresceram 2,7%, para 10,4 milhões de toneladas, e 8,5%, para 4,3 milhões de toneladas, respectivamente.No Brasil, a produção evoluiu 4,4%, somando 2,9 milhões de toneladas de aço. Importantes concorrentes do Brasil, a Rússia e a Ucrânia também cresceram, com alta de 5,5% (para 6,2 milhões de toneladas) e 3,6% (para 3,6 milhões de toneladas) no mês. Na União Européia, a produção caiu 2,2% em relação a outubro do ano passado, somando 17,6 milhões de toneladas. O crescimento acumulado do Brasil este ano foi de 9,2%, enquanto a China apresentou alta de 18,1%, a Índia, de 7,2%, e a Rússia, de 3%.Em relatório, a Brascan Corretora destacou que o ritmo de aumento da produção mundial de aço continua a desacelerar em função do ritmo mais lento na China, que cresce de forma menos agressiva. O incremento de produção de 5,1% nos Estados Unidos também foi considerado surpreendente pela corretora, uma vez que os dados sobre consumo no país começam a dar sinais de fraqueza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.