Giovane Rocha/Divulgação
Giovane Rocha/Divulgação

Produtor continua investindo, mas com mais cautela

Segundo o levantamento da Agroconsult nesta edição do Rally da Safra, 36% dos produtores consultados disseram que aumentaram ou irão aumentar os investimentos em infraestrutura e 38%, em máquinas e equipamentos. Os números são inferiores aos observados na safra passada – 53% e 59%, respectivamente. No Sul, por exemplo, o produtor está capitalizado após uma sequência de resultados satisfatórios. No entanto, o baixo patamar de preços e as incertezas no cenário econômico levaram alguns a colocar o pé no freio.

O Estado de S. Paulo

28 de março de 2015 | 13h10

 Outros, porém, resolveram continuar investindo. É o caso dos irmãos Adilson e Marcos Bordin, que tocam a Fazenda São Marcos, nomeada em homenagem a um irmão gêmeo de Mauro, que faleceu quando pequeno. A localização é privilegiada, bem como a vista: na divisa de Palmas (PR) e Água Doce (SC), de frente ao parque eólico de Palmas. Nesta safra, os irmãos, que também arrendam terras para turbinas do parque, compraram duas plantadeiras e dois tratores. “O que eu demorava três meses para plantar fiz em 18 dias”, conta Adilson.

Ao observarem suas três grandes colheitadeiras varrerem rapidamente a plantação (foto acima), uma dentre seus 1.200 hectares, os irmãos contam que esperam pelo menos 65 sacas por hectare. De família gaúcha, quando chegaram a Palmas, em 1999, encontraram só pastos. Criar gado, porém, nunca passou pela cabeça : “O nosso pai era agricultor e amava a terra. Não tem jeito, a soja está no sangue.”

Tudo o que sabemos sobre:
safra, soja, investimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.