Produtores baianos vão aderir a protesto nacional

Produtores de grãos do oeste da Bahia, o maior pólo agrícola da região Nordeste, vão aderir à mobilização dos agricultores de todo Brasil e promover protesto nesta quarta-feira nos municípios de Luiz Eduardo Magalhães e Barreiras. Entre outras ações, a rodovia BR-242 que liga a Bahia a Brasília deve ser bloqueada. "Nossa idéia é mostrar à população da região as conseqüências para o campo da atual política econômica do governo", disse o diretor de marketing da Associação dos Produtores de Grãos do Oeste Baiano Celito Missio.Missio explicou que a agricultura brasileira está atravessando uma crise sem precedentes motivada pela política de juros altos que valoriza o real e desvaloriza o dólar. "Dólar baixo significa queda no preço da soja, do milho e do algodão", comentou, citando os três principais produtos do oeste da Bahia. Se a desvalorização da moeda americana implicasse no corte dos custos da lavoura, "menos mal", mas, conforme Missio, isso não ocorre. "Há um grande descompasso nessa relação", disse o produtor rural confirmando que também haverá uma adesão maciça de agricultores baianos na marcha a Brasília marcada para o dia 16.

Agencia Estado,

03 de maio de 2006 | 15h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.