bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Produtores de aço da China estimulam produção acima de 2008

Uma corrida às cegas para retomar a produção de fabricantes chineses de aço puxou o volume produzido em fevereiro para acima da média de 2008, ameaçando piorar o excesso de estoques de aço e prejudicar a lucratividade das siderúrgicas, disse uma autoridade da indústria. "A demanda ainda não se recuperou e não há efeito aparente das políticas de governo para impulsionar o consumo doméstico", disse Wu Xichun, presidente honorário da Associação de Ferro e Aço da China, durante uma reunião interna do conselho na última semana. De acordo com a transcrição de um documento, Wu disse que a produção de aço bruto na China deve chegar a 1,41 milhão de toneladas por dia em meados de fevereiro, para uma estimativa de produção anual de 517 milhões de toneladas em 2009, se o ritmo continuar. Isso pode significar mais de 500,48 milhões de toneladas de aço bruto, volume que a China, maior produtora de aço do mundo, produziu em 2008, apesar de um colapso na demanda global por carros, embarcações e construção nos últimos meses. "Recentemente as encomendas têm melhorado na comparação com o último trimestre, mas elas ainda devem cair em relação ao ano anterior", informou a Baosteel, principal produtora de aço da China, à Reuters na quarta-feira. A indústria espera mais uma queda na produção desde que Luo Bingsheng, vice-presidente da associação, disse no início desta semana que a produção total de aço bruto em 2009 deve alcançar entre 490 milhões e 500 milhões de toneladas, um pouco abaixo do ano passado. No entanto, a China corre o risco de exceder os estoques de aço por ter uma capacidade superior ao que usa atualmente. A capacidade para aço bruto chegou a 660 milhões de toneladas no final de 2008, disseram autoridades da associação. (Reportagemde Alfred Cang)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.