Produtores de Goiás querem limitar plantação de cana

Para eles, avanço da cana vai comprometer a produção de grãos e a agroindústria no município de Mineiros

Agnaldo Brito, do Estadão,

25 de setembro de 2007 | 19h26

O avanço da cana-de-açúcar em Goiás provocou nova reação de produtores de grãos no Estado. Os produtores de Mineiros, município do extremo oeste do Estado, distante 420 quilômetros da capital, lançaram um movimento local para limitar a área que será coberta por canaviais.   Veja mais na edição desta quarta-feira de O Estado de S. Paulo   O argumento dos produtores é o mesmo que levou o município de Rio Verde, no sudoeste goiano, a impôr o limite de 50 mil hectares para formação de canaviais. Eles acham que o avanço da cana na região vai comprometer a produção de grãos e a agroindústria formada para o processamento de soja, milho, sorgo e algodão.   O município de Mineiros receberá duas usinas de etanol com capacidade para processar 3 milhões de toneladas de cana cada. A primeira usina estará em operação em 2009 e a segunda em 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Etanol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.