Produtores planejam dobrar produção de cachaça

O Brasil pretende dobrar as exportações da sua bebida alcoólica mais tradicional, a cachaça, de US$ 14,5 milhões em 2002 para US$ 30 milhões este ano.Para chegar a esse resultado, os principais produtores do País, com apoio da Agência de Promoção de Exportações (Apex) abrem as portas da Expo Barra Funda, em São Paulo, na quarta-feira (dia 23), para a 1ª Feira Internacional Brasil Cachaça 2003, que reunirá 200 expositores, apresentando mais de 400 marcas da ?branquinha?.Com investimento de R$ 2 milhões, a feira é promoção da Federação das Associações de Produtores da Cachaça de Alambique (Fenaca) e terá, entre os destaques, as cachaças artesanais mineiras, especialmente as da região de Salinas, onde surgiu a famosa Havana, depois rebatizada de Anísio Santiago.No ano passado, a produção de cachaça foi de 1,3 bilhão de litros, dos quais 300 milhões produzidos artesanalmente, com a liderança do Estado de Minas Gerais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.