Produtores priorizam a produção de álcool

Mais de 40 usinas da Região Centro-Sul iniciaram nos últimos dias a safra 2003/2004 de cana-de-açúcar, 26 das quais instaladas em São Paulo. A União da Agroindústria Canavieira do Estado (Unica) informou que até o final de abril serão 75 unidades produtoras em operação. A preferência da indústria pelo álcool deverá reduzir a produção de açúcar na nova safra em 7,81%, para 17,24 milhões de toneladas no Centro-Sul, em comparação com os 18,7 milhões do período anterior. Dessa forma, a expectativa é de queda nas exportações de açúcar, já que a prioridade é o mercado interno. A União da Agroindústria Canavieira (Unica) projeta embarques de açúcar da ordem de 9,4 milhões de toneladas para a Região Centro-Sul na safra 03/04, volume 14,55% abaixo dos 11 milhões de toneladas do período anterior.O esforço, salienta o presidente da Unica, Eduardo Carvalho, dos produtores de agora é para atender a um acordo fechado com o governo federal para antecipar o início da safra 03/04 e produzir 600 milhões de litros de álcool até 30 de abril. "Está sendo muito boa a resposta do setor sucroalcooleiro ao compromisso da antecipação da safra. A maioria das usinas está se mobilizando para cumprir os seus contratos e as poucas que não têm possibilidade de atender-lhe já compraram álcool excedente de outras unidades", afirma o consultor da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.Dos 400 milhões de litros de álcool da antecipação da safra em abril, sob responsabilidade de São Paulo, cerca de 350 milhões de litros já estão garantidos, segundo dados coletados pela Unica. Em relação à produção de 8,8 bilhões de litros de álcool na safra paulista, 97% já estão garantidos, ou seja, 8,6 bilhões de litros de álcool, 11,7% acima dos 7,7 bilhões de litros da safra anterior.O presidente da Unica, Eduardo Carvalho, disse que "com o cumprimento dos contratos de antecipação da produção de álcool, o governo federal terá a segurança necessária para a retomada do percentual de anidro na gasolina para 25% no início de junho".A entidade projetou a produção de álcool na nova safra em 12,6 bilhões de litros na Região Centro-Sul, ou seja, um aumento de 12,5% sobre os 11,2 bilhões de litros da safra anterior. A produção de álcool anidro deverá chegar a 7,21 bilhões de litros, 14,99% acima dos 6,27 bilhões da safra anterior, enquanto a de álcool hidratado deverá subir 10,45%, de 4,88 bilhões para 5,39 bilhões de litros. A projeção da Unica para a safra de cana-de-açúcar 2003/2004 do Centro-Sul é de 282,3 milhões de toneladas, volume 4,75% superior aos 269,5 milhões da safra 2002/2003. A área cultivada deve passar de 3,3 milhões de hectares da safra passada para 3,5 milhões de hectares da atual elevação de 6,06%. Como a qualidade da cana será inferior, em razão de um clima menos seco e em decorrência da antecipação de colheita, o aumento real estimado para a safra 03/04 da região é de 2,78%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.