Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Produtos brasileiros driblam embargo e chegam ao Irã

Empresas do Brasil estão conseguindo driblar as sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o Irã para vender produtos brasileiros no mercado local como se fossem de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A operação triangular contraria as duas rodadas de sanções da ONU contra o Irã adotadas nos últimos meses diante da recusa do país em divulgar o conteúdo de seu programa nuclear. O Conselho de Segurança da ONU estuda uma terceira rodada de sanções, que pode ser adotada este mês.O governo brasileiro tem conhecimento do recurso utilizado pelas exportadoras brasileiras para furar o bloqueio. ?Cada vez que há uma sanção contra o Irã há empresas brasileiras que comemoram?, afirma o embaixador brasileiro nos Emirados, Flávio Sapha, que confirma a triangulação. Embora não dê os nomes de empresas, o embaixador garante que o açúcar e a carne brasileira estão chegando ao Irã por Dubai. O diplomata também revela que vem dando vistos para empresários iranianos nos Emirados para que viajem ao Brasil.Fontes do governo brasileiro admitem que existe a possibilidade de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva faça uma visita ao presidente do Irã, o polêmico Mahmud Ahmadinejad. Pelo caráter delicado da viagem, o encontro ainda não foi confirmado. No ano passado, os americanos deixaram claro ao Brasil que não estavam contentes com os planos da Petrobras de investir no Irã e pressionaram para que o projeto fosse suspenso. Brasília se recusou a ouvir os americanos. Mas outros países e empresas preferiram reduzir as vendas e os anúncios de seu comércio com Teerã. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.