Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Produtos natalinos sobem 2,14% em uma semana

Os preços dos alimentos relacionados às festas de Natal e de Ano Novo apresentaram alta na composição do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) da semana encerrada em 6 de dezembro. É o que mostra a série especial que mostra a variação de preços em 12 produtos relacionados às festividades de final de ano, no âmbito do IPC-S.Segundo o coordenador do IPC e economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV), André Braz, se o IPC-S fosse composto apenas por esses 12 produtos, o indicador teria subido para 2,14%, ante aumento de 1,01% captado na semana anterior. "O que puxou o indicador para cima foram as elevações de frutas (de 1,78% para 4,25%) e das carnes", disse, acrescentando que houve elevações de preço em frango inteiro (de 2,66% para 3,86%) e carnes suínas (de 2,41% para 2,66%). Novamente, a FGV detectou desacelerações de preço, no mesmo período de comparação, em produtos importados, favoravelmente influenciados pela valorização do real perante o dólar. É o caso de bacalhau (de queda de 2,01% para taxa negativa de 4,12%); Vinho (de 0,56% para queda de 0,46%). "Atualmente, há uma oferta muito grande de vinhos importados no varejo", explicou. A FGV divulgou essa série especial pela primeira vez na semana passada.

Agencia Estado,

13 de dezembro de 2004 | 13h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.