seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Produtos vegetais puxam alta de preços agrícolas em outubro

Bom desempenho das importações de milho elevam o preço do grão em 21,94% em relação ao mês anterior

REUTERS

10 de outubro de 2007 | 11h46

Os preços agrícolas no atacado em São Paulo tiveram alta de 0,58% na primeira quadrissemana de outubro, com os produtos de origem vegetal puxando a variação positiva, informou o Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgão do governo, nesta quarta-feira, 10.   O preço do milho, que subiu 21,94% em relação a setembro, colaborou para a alta. Outro grão importante, o trigo, subiu 13,97% na quadrissemana.   "A alta nas cotações do milho é resultado do bom desempenho das exportações, que reduz a disponibilidade interna, associada ao aumento da demanda", informou uma nota do IEA.   Com preços internacionais elevados, em função da maior destinação de milho para a produção de etanol nos Estados Unidos, o Brasil tem conseguido espaço no mercado internacional e deve mais que dobrar suas exportações do grão em 2007, para 10 milhões de toneladas.   Com relação ao trigo, embora o País tenha iniciado a colheita em setembro, os preços seguiram uma tendência internacional (veja detalhes dos preços na tabela abaixo).   Com as altas dos grãos, que incluem a soja (+11,36%), associadas a aumentos da banana nanica, o índice de origem vegetal subiu 3,57%.   Quando a cana-de-açúcar, que tem forte peso no índice, é excluída do cálculo, a alta é maior, de 9,53%.   Os produtos de origem animal, diferentemente de quadrissemanas anteriores, tiveram queda de 5,58%.

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSPRECOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.