Profissionais devem estar antenados, pesquisar e sempre querer novidades

Formar profissionais para atuar na área de planejamento e criação de campanhas publicitárias, apresentando soluções originais, criativas e eficientes aos clientes são os objetivos do bacharelado em publicidade e propaganda. O coordenador do curso oferecido pela Universidade Metodista de São Paulo, Fernando Ferreira de Almeida, afirma que para ser um bom profissional, e se destacar no mercado, o estudante precisa ter formação cultural ampla, tanto teórica quanto prática. "O aluno deve gostar muito de ler, saber dois ou mais idiomas, acompanhar o que acontece no mundo, pesquisar e buscar o novo."

Cris Olivette, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2011 | 03h09

Almeida afirma que o mercado está aquecido por conta das novas tecnologias. "Os publicitários estão trabalhando bastante com internet, muitas vezes a distância, em suas próprias casas." O profissional pode trabalhar com criação, redação, direção e produção de campanhas publicitárias, desenvolvimento de estratégias, promoções e marketing de consumo, entre outras. O trabalho pode ser realizado em empresas de comunicação, produtoras e agências de publicidade. "Além de atuar nesses locais, muitos publicitários estão se tornando autônomos."

O curso não tem estágio obrigatório, mas na Metodista os alunos podem estagiar na agência integrada de comunicação da própria faculdade, que presta serviço externo. "A agência interna comporta 50 alunos dos vários cursos de comunicação."

"

Salário inicial

R$ 950

Duração

4 anos

Disciplinas

Informática na publicidade, criação publicitária, direção de arte, produção gráfica, fotografia, redação e tratamento de imagem /  O caderno sobre educação universitária circula na última terça-feira do mês (leia o próximo no dia 31/1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.