Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

'Profissional deve avaliar impactos sociais e econômicos do setor energético' Petróleo e Gás

Segundo a coordenadora do curso de tecnólogo em petróleo e gás da Universidade Católica de Santos (UniSantos), Adriana Florentino de Souza, o programa prepara o aluno para monitorar a automação, produção, transporte e armazenamento de petróleo e gás. "Nós focamos a formação de profissionais capazes de compreender e avaliar os impactos sociais, econômicos e ambientais do setor energético." A professora informa que as descobertas de petróleo na camada pré-sal trouxeram boas perspectivas para os profissionais do setor com a abertura de novos postos de trabalho na cadeia produtiva destes dois recursos naturais. "Soma-se a isso a chegada de empresas multinacionais, que também ampliam as expectativas de colocação profissional."

CRIS OLIVETTE, O CADERNO SOBRE EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIA CIRCULA NA ÚLTIMA TERÇA-FEIRA DO MÊS (LEIA O PRÓXIMO EM 27/3), CRIS OLIVETTE, O CADERNO SOBRE EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIA CIRCULA NA ÚLTIMA TERÇA-FEIRA DO MÊS (LEIA O PRÓXIMO EM 27/3), O Estado de S.Paulo

25 de março de 2012 | 03h11

Adriana diz que o curso exige afinidade com as ciências exatas. "Nos dois primeiros semestres, o estudante vai ter disciplinas básicas como cálculo, química e física, que darão sustentação às demais disciplinas. E considerando que a indústria do petróleo é global, conhecimento de inglês é fundamental", ressalta a coordenadora.

Ao concluir o curso, o tecnólogo poderá atuar como auditor de processos e sistemas de prospecção, extração, beneficiamento e processamento, fazer avaliação de riscos operacionais de produção e embarque, executar pesquisa, fiscalizar áreas de interesse de atividades de prospecção, entre outras funções.

Adriana.

Salário inicial

R$ 2 mil

Duração do curso

3 anos

Disciplinas

Cálculo, física, química, geologia e prospecção, fundamentos de perfuração e produção, gestão ambiental na indústria do petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.